terça-feira, 12 de maio de 2009

Do tempo.

Meu pai ligou dizendo que viu as fotos da gente pequeno e ficou morrendo de saudade. Disse que naquele tempo, pra deixar a gente feliz, era só dar um passeio de fusca. Porque a gente não tinha as preocupações, tristezas e mágoas de hoje. Essas coisas do tempo. Erámos dois coraçõezinhos cheios de entusiasmo. E o que ele queria era poder fazer com que a gente sentisse a mesma alegria de antes. Mas, acha que dar voltas de carro não vai adiantar. Porque não é mais tão simples. Os desejos e as expectativas são maiores. O que talvez ele não saiba é que a admiração também cresceu com a gente. E que quando ele telefona dizendo essas coisas todas, tenho de novo 6 anos e seguro a mão dele cheia de orgulho e do maior amor desse mundo.

5 comentários:

Dani disse...

ah, eu me lembro do fusca amarelo. tenho uma foto em cima dele, de pé no capô, com meu vestidinho vermelho. ficava mesmo toda feliz só de dar uma volta. tão bom! :)

Kuriozza disse...

Esse tempo era tão mais bonito. A alma sempre estava leve..

Tarso Loureiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lubi disse...

que saudade do meu pai.

Anônimo disse...

Deu vontade agora de entrar num fusquinha, sentar no banco de trás - bem no meio, segurando os bancos da frente - e só olhar pela janela. olhar, olhar, até cansar de sorrir.

lindo.
me sinto tão leve quando te leio.

:*