quinta-feira, 29 de abril de 2010

Fortaleza que também é minha.

Cheguei pela Praça do Ferreira. Onde se avista logo a coluna da hora e a gente segura a saia, porque o vento é brincalhão. Nunca tinha visto a Casa Leão do Sul tão cheia de gente. Acho que era dia de pastel e caldo de cana. Vi de relance a Farmácia Oswaldo Cruz com aquele ar de antigamente. A praça toda tem esse ar de antigamente, por isso foi estranho ver aqueles vídeos tão cheios de hoje-em-dia no São Luiz. Mas, o passado logo segura a mão da gente e leva escadaria de mármore acima, pra ver a platéia lá embaixo, hipnotizada com "O homem que engarrafava nuvens". Filme que assisti em outro São Luiz, o de Recife. Era tanta magia, que nem prestei atenção à casa de máquinas, porque não me importa como tudo funciona, prefiro viver a ilusão do cinema. Como se não houvesse a mão do homem por trás de tudo, como se fosse uma manifestação do divino. Assombroso foi ficar atrás da tela, como quem espia o sonho de alguém. Isso sim, não vou mais esquecer. Assim como não vou esquecer a sensação de olhar pela janelinha de projeção e ver as pessoas lá embaixo numa espécie de transe, sem me suspeitar, assim como não suspeito que haja mundo lá fora quando as luzes se apagam. Saí de lá com as mãos e os olhos cheios de passado pra me banhar no sol dessa Fortaleza de céu azul clarinho.

7 comentários:

Morganna disse...

mágico, briza. nem o são luis eu conheço. =\

Vanessa Campos disse...

Brizoca, o Sesc São Luis era tb uma parte de meu local de trabalho, veja você :) Estivemos em Fortaleza no mesmo fim de semana e não nos encontramos. Que pena. Beijo.

Pipa. A que sonha. disse...

Oi Briza

Tou te seguindo viu linda!

Um beijo no coração.

vanessa leonardi disse...

.

tem tanto amor no teu olhar...

beijo, brizoca


=)


.

Selminha disse...

Adoro esse lugar!

Simone Gois :) CotidiAmo disse...

Adorei seu texto!

tudo de bom.
simone

Edwirges disse...

Briza, que legal você ter visitado minha Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção! A Praça do Ferreira é o "point" do Centro desde o começo do século. E o Leão do Sul é sempre lotado daquele jeito =] Beijos