segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Novembro no Rio de Janeiro III

No café da manhã do hotel, só se falava espanhol. Vários sotaques diferentes dessa língua que, durante anos, habitou a minha casa e a minha alma. Acordei num país estrangeiro e fazia sol. A intenção era ir até o centro. Mas, intenção é só uma ideia. No caminho: Copacabana, Botafogo e Flamengo, que nem reparei da primeira vez e hoje achei tão bonito! Penso que deve ser muito melhor passear ali entre-árvores, que no sol inclemente da Avenida Atlântica... Ao invés do centro do Rio de Janeiro, fui conhecer o centro de Niterói. Na ida, travessia de balsa. Na volta, atravessamos a ponte gigantesca. E era tanto barco. E era tanto mar. Antes, foi bonito ver o Rio de Janeiro do Mac e descobrir que a praia ali na frente é a de Boa Viagem. Podia mudar de cidade, sem mudar de bairro. Na volta, Sambódromo, Cemitério do Caju, uma catedral igualzinha a de Fortaleza e uma comunidade com casinhas azuis de Iemanjá. Parada em Botafogo, pra ver o Pão de Açúcar exatamente como nos cartões postais, que é o que não falta nessa maravilha de cidade.

3 comentários:

Dani Yumi disse...

Oieeeeee, nossa Briza, com um passeio desse qualquer glicemia entra nos eixos, rsrs...Bj.

★★ GIZA ★★ disse...

OLÁ
ADOREI SEU BLOG E ESTOU TE SEGUINDO
ME FAÇA UMA VISITA E ME SIGA
VOU ADORAR QUE SEJAMOS AMIGAS
BEIJOS

Elena Nin disse...

Vc escreve tão bonito...