terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Aí, você quer e tenta ser muitomuito otimista.

Mesmo com o mundo desmoronando ao redor.
E é difícil porque, de repente, parece que as pessoas desistiram ou se conformaram – apesar da dor e da tristeza desmedidas ou por causa da dor e da tristeza desmedidas.
Acaba que me sinto ingênua demais ou informada de menos, não sei.
Toda rotina se transforma e, ao mesmo tempo, tudo continua igual.
.
Cansaço e ainda nem começou.
Ou já teria terminado?

9 comentários:

Diana Valentina disse...

acho que começou agora.
quando leio as coisas que tu me escreve, me acho parecida comigo há um ano atrás ou meses.
não sei.
a vida tem dessas rasteiras estranhas. e doloridas. e demoradas.
mas tenho fé brizinha,
sempre.

A Moni. disse...

Respire fundo.
Tome fôlego...
Está apenas começando...

Feliz 2009!

Juan disse...

Hoje em dia sou mais otimista.
"Se não foi, é porque não era pra ser"

Feliz dois mil e nove ;)

Marcela disse...

.

E foi assim mesmo que a menina Briza entrou no ano?
E o que ficou pra trás dessa parte que aperta?
Tu já tá seguindo em frente?

Óa, tu sabe que aqui é lugar de energia positiva, né?
Lugar de gente que tem um carinho medonho por tu e pelos teus pedaços em forma de palavras.
Aí quando a gente lê algo assim a gente fica querendo emprestar paz.
Emprestar não, dá dado mesmo.

Beijos!

.

lianaa disse...

Começando..

Feliz 2009 e muita jujubada pra ti. ***

Tarso Loureiro disse...

mesmo sem conhecer de verdade nenhum dos frequentadores do espaço, faço minhas as palavras da marcela. Se pudesse te mandaria paz e conforto em palavras, como de alguma forma vc faz conosco, dividindo suas cotidianices humanas ao extremo...
É sempre tempo de recomeço.
Força. Tudo de bom...

tatit disse...

começa e termina toda hora. é que a gente às vezes nem vê.
vem me contar tudo, vem.
beijos, minhaquerida.

ela disse...

Começa e termina o tempo todo...
mas melhor ser assim, menina. Dá força para continuar.

Beso.

descompassada disse...

tem um quê de maysa... e que eu adoro por demais. exageros...